Topo
News Informatica
Alencar
Barbershop1
IrisPharma1

Pelosi e Trump trocam acusações sobre estímulo fiscal referente à Covid-19

Por Redação em 23/10/2020 às 16:54:26

Congresso já aprovou US$ 3 trilhões em auxílio, mas nenhum dinheiro foi liberado desde a primavera nos EUA. Nancy Pelosi estende a mão para cumprimentar Trump e é ignorada pelo presidente Americano

REUTERS/Leah Millis

A presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, disse nesta sexta-feira (23) que ainda é possível obter outra rodada de ajuda relacionada à Covid-19 antes das eleições de 3 de novembro, mas que cabe ao presidente Donald Trump agir, inclusive conversando com relutantes republicanos do Senado.

Trump e o secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, disseram que Pelosi precisa estar comprometida com um pacote de alívio, mencionando que diferenças significativas permaneciam entre o governo republicano e os democratas.

"Agora estamos conversando e veremos o que ocorre, mas, neste momento, eu diria que realmente acho que Nancy prefere esperar até depois das eleições", disse Trump, que estava com Mnuchin, a repórteres ao aparecer no Salão Oval.

"Se ela quiser se comprometer, haverá um acordo", disse Mnuchin.

A expectativa era que Pelosi, a principal democrata no Congresso, em algum momento retomasse as negociações com Mnuchin, enquanto os dois lados tentam chegar a um acordo sobre estímulos que podem chegar a US$ 2 trilhões antes das eleições presidenciais e parlamentares de 3 de novembro.

Mas os republicanos do Senado estão céticos quanto a um possível acordo que custe trilhões de dólares. O líder da maioria no Senado, Mitch McConnell, o principal republicano no Congresso, não quer levar um grande projeto de lei ao plenário do Senado antes da eleição.

O Congresso já aprovou US$ 3 trilhões em auxílio, incluindo recursos para desempregados e pequenas empresas. Mas nenhum dinheiro foi liberado desde a primavera (nos EUA), e membros de ambos os partidos dizem que é preciso mais agora.

Em entrevista ao MSNBC, Pelosi afirmou que as diferenças ainda poderiam ser resolvidas.

"Podemos fazer isso antes das eleições se o presidente quiser", disse ela. "Ele (Trump) tem que falar com os republicanos do Senado."

Na Casa Branca, Mnuchin disse que houve muito progresso, mas "diferenças significativas permaneciam" entre ele e Pelosi, enquanto Trump reiterou que não apoiava mais auxílio financeiro federal para Estados e cidades norte-americanas governados por democratas.

"Ela quer socorrer Estados democratas mal administrados — eles são mal administrados tanto em termos de criminalidade quanto em termos econômicos. E nós simplesmente não queremos isso. Queremos (auxílio) relacionado à Covid", disse Trump.

Pelosi e Mnuchin não conversaram na quinta-feira. Ela disse a jornalistas na quinta que estava esperando receber de presidentes de comitês do Congresso orientações sobre questões pendentes.

O assessor econômico da Casa Branca, Larry Kudlow, disse à Fox Business Network nesta sexta-feira (23) que os republicanos que lideram os comitês relevantes no Senado dos EUA e seus pares democratas que comandam painéis da Câmara dos EUA continuavam a conversar.

Mas ele afirmou à Fox News que as negociações do coronavírus não estão progredindo rapidamente e que será muito difícil chegar a um acordo com os democratas sobre um pacote de ajuda antes da eleição de 3 de novembro.

"(A negociação) não está progredindo muito rapidamente agora. Existem diferenças políticas importantes que ainda permanecem", disse Kudlow à Fox News. "O tempo está passando" em direção à eleição, acrescentou ele, "e será muito difícil fazer isso (ter um acordo)".

Vídeos: veja mais notícias de economia

Fonte: G1

Comunicar erro
News Informatica 2
Barbershop 720 x 90
Alencar Moveis 2
IrisPharma2

Comentários

IrisPharma
News Informatica 3
tv indoor
Barbershop3
Alencar Moveis 3